Nascimento Dos Dentes Do Bebê

denteO aparecimento dos primeiros dentinhos do bebê é um momento único. O nascimentos dos dentes ocorre normalmente por volta do 6º mês de vida. Mas existem casos em que eles dão as caras antes (como está sendo por aqui – aos 3 meses) ou depois e até casos raros onde o bebê já nasce com dentinho!!!

Eu amo um sorrisinho banguela, mas concordo que aqueles 2 dentinhos da frente são um charme total!! rsrs
Lindo, mas que dão um trabalhinho quando aparecem. Pois é, o nascimento dos dentes pode trazer bastante incômodo para o bebê e consequentemente para os papais de plantão, afinal, ver nossos pacotinhos sofrendo é de rasgar o coração, né?

Para dar uma mãozinha nesse momento, reuni algumas informações.

Quando os dentinhos vão nascer?

Os botões dentários, que são as bases para o crescimento dos dentes se desenvolvem ainda durante a gravidez.

Como disse anteriormente, o nascimento dos dentes ocorre em torno dos 6 meses, podendo ocorrer antes, por volta dos 3 meses, como depois dos 12 meses, sem que isso seja algum problema. Fatores hereditários podem influenciar no nascimento dos dentes.

Qual a ordem de nascimento dos dentes?

Não existe uma regra, mas o mais comum de acontecer é na ordem que mostra a imagem abaixo:

dentinhos

  • Dentes incisivos inferiores: entre os 5 e os 12 meses
  • Dentes incisivos superiores: entre os 7 e os 10 meses
  • Dentes laterais superiores e inferiores: entre os 9 e os 12 meses
  • Primeiros molares superiores e inferiores: entre os 12 e os 18 meses
  • Caninos superiores e inferiores: entre os 18 e os 24 meses
  • Segundos molares inferiores e superiores: entre os 24 e os 30 meses

Quais os sintomas do nascimento dos dentes do bebê?

Cada caso é um caso, portanto o nascimento dos dentes pode causar alguns sintomas em um bebê diferente dos sintomas que surgirão em outro, aqui coloquei os mais comuns:

  • Muita baba

    Um dos primeiros sintomas é a babação em excesso. Não há como amenizar, apenas se certifique de utilizar um babador ou trocar o bebê sempre que necessário para que ele não fique com o peitinho molhado, que pode acabar em um resfriado ou coisa do tipo.

  • Gengiva inchada

    Você pode massagear a gengiva do bebê com o dedo ou utilizar mordedores para ajudar a aliviar o desconforto, tente deixar o mordedor por um tempo na geladeira, a temperatura baixa funcionará como um anestésico.

  • Irritabilidade

    Tem algo estranho acontecendo nesse corpinho, mas o bebê ainda é muito imaturo para entender ou expressar o que está incomodando, por isso eles ficam irritados. Tente distraí-lo brincando, conversando, passeando para que ele esqueça um pouco a dor.

  • Necessidade de ter sempre algo na boca

    Com o incômodo, coceira e dor na gengiva eles querem colocar tudo na boca. Mão, brinquedo, paninho… Apenas cuidado para não deixar objetos pequenos por perto que possam ser engolidos ou que não estejam bem higienizados.

  • Perda de apetite

    Os vários incômodos na boca faz a vontade de comer ficar de lado. Caso a introdução alimentar já tenha sido iniciada, ofereça alimentos que seu filho já tenha preferência e que sejam fáceis de serem engolidos, sem que seja necessário a mastisgação.

  • Perda de sono

    Normal que com tudo isso, ele perca o sono. Dê colo, nine, deixe-o o mais tranquilo possível para que consiga relaxar e descansar.

  • Carência

    Assim como quando está doentinho, o bebê pode ficar manhosinho. Não dá pra fazer tudo que ele quer, mas tenha paciência, dê muito carinho e amor. Logo, logo isso vai passar.

  • Alteração na pele envolta da boca e pescoço

    Por conta da salivação excessiva, a pele sensível do bebê pode acabar formando bolinhas ou ficando assadinha. Procure manter o rostinho seco, e de preferência seque sem esfregar ou fazer muito atrito na região.

  • Diarréia

    Embora alguns especialistas afirmem que o nascimento dos dentes não causa diarréia, a maioria dos pais observam esse sintoma durante um ou dois dias. Atenção no intervalo das trocas de fralda e não esqueça da pomada anti assaduras.

  • Febre

    Outro sintoma que alguns especialistas dizem não ter ligação com a dentição, enquanto outros a ligam a dor e a inflamação da gengiva. Apenas medique se necessário, um banho morno e desagasalhar um pouco a criança pode ajudar. E analise se ela não apresenta outros sintomas que possam estar causando a febre além do nascimento dos dentes.

IMG_0400 cópia

Remédio para os dentes do bebê

Alguns médicos indicam o uso de anestésico local para amenizar o desconforto, outros indicam a Camomilina C ou mesmo o chá de camomila.
Como esse é um assunto bem controverso, pegue as opções e leve para ser discutido com o seu médico sobre o que fazer.

Como higienizar os dentinhos

Já na maternidade recebi a orientação de fazer a higienização da com gaze e água filtrada, e agora com a chegada dos dentinhos isso se torna ainda mais importante.
Com os dentinhos querendo aparecer por aqui, a médica indicou o uso de uma dedeira de silicone. Outra opção seria o uso da luva oral em formato de coelhinho que massageia e limpa de uma forma mais lúdica.
Assim que surgirem os primeiros molares, por volta dos 12 meses, já é recomendado o uso de escova e do creme dental com flúor. Sim! A recomendação mudou e hoje a Associação Brasileira de Odontopediatria indica o uso do flúor para os pequeninos. Apenas atenção a quantidade de creme dental:  

  • 0 a 3 anos: equivalente a 1/2 grão de arroz cru (0,05 gramas)
  • 3 a 7 anos: equivalente a 1 grão de arroz cru (0,1 grama)
  • Acima de 7 anos: 1 grão de ervilha (0,3 gramas)

 

dedeira

Agora pode babar junto e veja o sorriso do seu bebê se transformando com o nascimento dos dentes. Ele vai ficar ainda mais lindo!! 

Gostou? Compartilhe!!